Web 2.0 /ou: Social? Talvez...

Posted: 29 de ago de 2008 | . David Lojudice Sobrinho | tags: , , ,

Recentemente tenho ouvido algumas definições da Web 2.0. Alguns dizem que ela é a “Social”. Outros, que é ela é “Colaborativa”, com o “Conteúdo Gerado pelo Usuário”. Tudo bem, a Web 2.0 pode ser tudo isso. Porém, não para mim.

Sociability It's hard enough for me”, como diz a música. Meu MySpace tem um “For music purpose only...” grande o suficiente para afastar qualquer bem-intencionado. Nem sei o que é Orkut. Definitivamente não sou uma pessoa de 3000 amigos.

Tão pouco colaborativo. Fico pensando em quantos sites eu entro para consultar algo e quantas vezes eu coloco algo ali. Poucos são os sites que me despertam interesse em colocar algum conteúdo ou dar alguma informação sobre mim.

Mas, por mais contraditório que isso pareça, sou um grande entusiasta da Web 2.0. Talvez, porque, para mim, a Web 2.0 seja algo diferente dessas definições.

Para tentar explicar o que é a Web 2.0 na minha visão, imagine o seguinte diálogo entre você e sua TV, num domingo à tarde:

TV: - Hoje, com vocês, Fausto Silva!

Você: - Mas o que é isso? Tá de sacanagem, né?! Faustão?! Não quero ver esse programa não.

A TV, sem reação, continua a mostrar o Faustão.

No próximo domingo, você volta para frente da sua TV e começa um novo diálogo, porém agora, a TV deveria estar ciente do seu desprezo pelo volumoso apresentador:

Fausto Silva: - Grande garoto!

Você: - P@#$, Televisão!! De novo?

Fausto Silva: - Ô loco, meu!

A sua TV, olhando para você com total desprezo e indiferença, continua a apresentar o popular Domingão do Faustão.

Você, a ponto de pular da janela, decide poupar sua vida neste domingo e simplesmente desliga a TV.

O que há de errado com a sua televisão e seu comportamento? O problema é que ela não se importa nem um pouco com você! E você falou para ela que você odeia Faustão! Mas o que ela fez? Ignorou! E pior! Tratou você como qualquer outro!

Que tipo de relação é essa que só um lado fala e nunca te escuta? Quem quer viver nesse tipo de relação? Ok, conheço algumas pessoas que vivem em relações como essa, mas isso não vem ao caso.

Certo. O que sua TV e seu desprezo têm a ver com a Web 2.0. A resposta é: Respeito. Respeito à sua individualidade. Diferente da sua TV, os bons web sites 2.0 me escutam e, além disso, me entendem. O MySpace e o Last.fm já sabem muito sobre meu gosto musical e eles me entendem. Incrível, mas descobri várias coisas que acho legais por que eles entenderam o que eu queria ouvir. Eu! David! Mais ninguém. Apesar de descobrir gente que gosta do mesmo tipo de música que eu, minha anti-sociabilidade ainda me impede de adicioná-los como “amigos”.

Eu, meio sem querer, já falei para o Amazon que tipo de livro eu gosto e o que não gosto, seja comprando, comentando, ranqueando, ou apenas visitando. E ele me entende! Seja indicando livros ou deixando de mostrar livros que ele sabe que não vou gostar. Ops, falei comentar? Falei ranquear? Acho que acabei me contradizendo, pois no fim colaborei de alguma maneira, certo? Talvez o fiz porque isso é uma troca e eu sabia que fazendo isso o Amazon ia me entender melhor ainda e me trazer coisas mais interessantes. Exatamente como devem ser os bons relacionamentos...

Alguns desses relacionamentos vão tão longe a ponto do individuo entregar até a senha da sua conta de banco. E por que não?

Agora é bidirecional e não mais aquela frieza das antigas mídias. Agora temos mídias que nos escutam e nos entendem. E é isso o que é a Web 2.0 para mim. Fazer amigos ou colaborar é apenas conseqüência.

Social sim, mas antes disso, individual.

4 comentários:

  1. Anônimo disse...
  2. Fala David!

    Bom estar escrevendo novamente! (colaborando?) :-)

    Estou firme no lado brick&mortar do mundo, mas esse link é interessante:

    http://mashraqi.com/2008/05/internet-trends.html

    Abração!!

    Edmar

  3. Dals disse...
  4. Muito legal o link! Acho que a parte que compara o facebook com o myspace reforça a idéia do post.

    Legal saber que continua acompanhando o blog!

    Abs!!

  5. Fernando disse...
  6. A comparação com a TV é perfeita. Piora se você perceber que a TV paga também não te ouve e insiste em apresentar os mesmo filmes inúmeras vezes. E vc paga por isso !

    Mas não acho que a Web precisou ser 2.0 para te ouvir. Desde a época dos foruns Yahoo isso já acontecia, não ?

    A maior diferença entre as mídias é que a TV, te obriga a ser passivo : senta aí, assite e fica quieto. A web te obriga a ser ativo : você procura o que realmente te interessa.

    Abraços !

  7. Dals disse...
  8. Os grupos eram da época da web 1.0, onde foi o momento de abrir as portas para os dois lados falaram, mas ainda assim, os web sites não "entendiam" o que você falava. Agora os sites 2.0 individualizaram o conteúdo, justamente porque eles têm informação suficiente para tal.

    Tecnicamente falando, os web sites 2.0 guardam todas as informações que eles podem sobre você para lhe proporcionar, através de técnicas de data mining, uma navegação individualizada.

    Fala que eu te escuto! :D